textosintegrais@gmail.com


Sei que há muita gente que consulta este blogue e utiliza os materiais aqui publicados, mas poucos deixam comentários e eu gostava mesmo de saber a vossa opinião... :-) textosintegrais@gmail.com

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Um conto africano

Conto seguido de uma ficha de trabalho sobre a frase complexa:


Desavença entre Céu e Terra”

            Conta-se que, no início do mundo, o Céu e a Terra viviam muito unidos. Eram como irmão e irmã. Céu e Terra partilhavam amizades e tinham uma amiga comum: a Lua. Esta era, assim, a preciosa conselheira especial de ambos. O Céu e a Terra eram, então, amigos íntimos. Mas, apesar disso, um dia aconteceu que, como acontece entre irmão e irmã, se deu um conflito entre eles. Ninguém conseguiu apurar por que motivo começaram a discutir. Mas o resultado é que os dois amigos se zangaram tanto e disseram coisas tão azedas um ao outro, que a desavença acabou por degenerar numa luta aberta e num furioso combate.
            A Terra, que tinha um caráter colérico, foi a primeira a agitar-se. Abanou-se tanto que fez crescer, sobre a sua superfície, rochedos cortantes e montanhas altíssimas, com a intenção de atingir e ferir o Céu. Até essa altura, a Terra tinha tido uma superfície perfeitamente lisa e pacífica. Foi então que surgiram as montanhas altas e rochosas, que atormentavam o Céu em vários pontos.
            O Céu, por sua vez, não podia ficar com as mãos inertes, sem nada fazer para se defender. Por isso, retirou-se cada vez mais para o alto e de lá de cima começou a bombardear a terra com raios, faíscas e chuva de estrelas. Desta maneira defendeu-se e impediu as montanhas de o tocarem e o ferirem.
            Tanto os habitantes do Céu como os da Terra ficaram realmente apavorados. Não sabiam encontrar explicação para o que estava a acontecer. Cheios de medo e não sabendo o que fazer, pediram à Lua para intervir. Os habitantes do Céu e da Terra choravam muito, misturando as suas lágrimas com as suas orações, e as lágrimas eram tantas que se transformavam em chuva, a chuva aumentou e transformou-se em rios, e os rios aumentaram o seu caudal e começaram a caminhar e a transformar-se em oceanos. A Lua estava também muito preocupada com o que se passava e acedeu a fazer a mediação. Primeiro, foi falar a sós com a Terra e, depois, com o Céu. Finalmente, depois de trabalho e paciência, conseguiu repor a calma entre ambos. Mas, apesar disto e apesar de recuperada a calma entre eles, o Céu e a Terra nunca mais conseguiram viver completamente reconciliados. Foi por isso que as montanhas se recusaram a abaixar-se. E ainda hoje lá continuam altivas a desafiar o Céu. O Céu, por sua vez, continua a fazer cair a chuva e a desencadear tempestades, disparando raios e deixando cair alguma estrela, na esperança de dissolver as montanhas.
In além-mar, Outubro 2007 

FICHA DE TRABALHO SOBRE A FRASE COMPLEXA
COORDENAÇÃO E SUBORDINAÇÃO

Seleciona as alíneas corretas:

1.     No excerto “Conta-se que, no início do mundo, o Céu e a Terra viviam muito unidos. Eram como irmão e irmã.” quantas frases complexas encontras?
a.     Uma.
b.     Duas.
c.     Três.
d.    Nenhuma.

2.   Na frase “Conta-se que, no início do mundo, o Céu e a Terra viviam muito unidos.”, a segunda oração é
a.     a subordinante.
b.     subordinada substantiva completiva.
c.     subordinada adjetiva explicativa.
d.    subordinada adverbial temporal.

3.   No enunciado “um dia aconteceu que, como acontece entre irmão e irmã, temos uma oração
a.     coordenada.
b.     subordinante.
c.     subordinada adverbial comparativa.
d.    subordinada adverbial causal.

4.   Seleciona a opção correta, em relação ao seguinte excerto. “Conta-se que, no início do mundo, o Céu e a Terra viviam muito unidos. Eram como irmão e irmã. Céu e Terra partilhavam amizades e tinham uma amiga comum: a Lua. Esta era, assim, a preciosa conselheira especial de ambos.”. Temos
a.     quatro frases simples.
b.     quatro frases complexas.
c.     duas frases simples e duas complexas.
d.    uma frase complexa e três simples.

5.    Qual é a oração subordinante na frase “Mas, apesar disso, um dia aconteceu que, como acontece entre irmão e irmã, se deu um conflito entre eles.”?
a.     “Mas, apesar disso, um dia aconteceu”.
b.     “um dia aconteceu que, como acontece”
c.     “se deu um conflito entre eles”
d.    “um dia aconteceu”

6.   Na frase “Ninguém conseguiu apurar por que motivo começaram a discutir.”, temos quantos verbos principais?
a.     Um.
b.     Dois.
c.     Três.
d.    Quatro.

7.    Na frase “Por isso, retirou-se cada vez mais para o alto e de lá de cima começou a bombardear a terra com raios, faíscas e chuva de estrelas.” quantos verbos principais identificas?
a.     Um.
b.     Dois.
c.     Três.
d.    Quatro.

8.   No enunciado “Céu e Terra partilhavam amizades e tinham uma amiga comum: a Lua.”, encontramos
a.     duas orações coordenadas.
b.     uma oração subordinante e outra subordinada.
c.     uma oração coordenada e outra subordinada.
d.    duas orações subordinadas.

9.   Em “Mas o resultado é que os dois amigos se zangaram tanto e disseram coisas tão azedas um ao outro, que a desavença acabou por degenerar numa luta aberta e num furioso combate.” temos uma oração
a.     subordinante.
b.     subordinada adjetiva explicativa.
c.     subordinada adverbial consecutiva.
d.    subordinada adverbial concessiva.

10.                     No enunciado “Ninguém conseguiu apurar por que motivo começaram a discutir.” temos uma oração
a.     subordinada adverbial causal.
b.     subordinada adverbial final.
c.     subordinada adverbial comparativa.
d.    coordenada copulativa.

11.A última oração da frase “O Céu, por sua vez, não podia ficar com as mãos inertes, sem nada fazer para se defender.” é uma oração
a.     coordenada assindética.
b.     coordenada adversativa.
c.     subordinada adverbial final.
d.    subordinada adverbial causal.

12.                      A oração sublinhada em “Os habitantes do Céu e da Terra choravam muito, misturando as suas lágrimas com as suas orações, e as lágrimas eram tantas que se transformavam em chuva, a chuva aumentou e transformou-se em rios” é uma oração
a.     substantiva completiva.
b.     substantiva relativa sem antecedente.
c.     adjetiva restritiva.
d.    adverbial consecutiva.

13.                      Na frase “Os habitantes do Céu e da Terra choravam muito, misturando as suas lágrimas com as suas orações, e as lágrimas eram tantas que se transformavam em chuva, a chuva aumentou e transformou-se em rios, e os rios aumentaram o seu caudal e começaram a caminhar e a transformar-se em oceanos.” as orações estão ligadas por coordenação
a.     adversativa.
b.     copulativa.
c.     disjuntiva.
d.    explicativa.

14.                      Na mesma frase do exercício anterior, quantas orações distingues?
a.     Seis.
b.     Sete.
c.     Oito.
d.    Nove.

15.                      Na frase “A Lua estava também muito preocupada com o que se passava e acedeu a fazer a mediação.”, a oração sublinhada é uma oração
a.     subordinada substantiva completiva (não finita infinitiva).
b.     subordinada adverbial comparativa.
c.     subordinada adjetiva explicativa.
d.    subordinada substantiva relativa sem antecedente.

16.                      Nesta mesma frase, a última oração desempenha a função sintática de
a.     complemento direto.
b.     complemento indireto.
c.     complemento oblíquo.
d.    complemento do nome.

17.                      Na frase “O Céu, por sua vez, continua a fazer cair a chuva e a desencadear tempestades, disparando raios e deixando cair alguma estrela, na esperança de dissolver as montanhas.” as orações sublinhadas são (apenas em relação uma à outra)
a.     assindéticas.
b.     sindéticas copulativas.
c.     coordenadas adversativas.
d.    coordenadas conclusivas.

18.                     Seleciona a frase onde encontras uma oração subordinada adverbial concessiva:
a.     Quando o Céu foi atingido pelas montanhas, ficou muito aborrecido.
b.     Embora fossem amigos, o Céu e a Terra zangaram-se.
c.     Os dois amigos zangaram-se, mas desconhecem-se os motivos.
d.    A Lua tentou remediar as coisas, pois era uma amiga comum.

19.                      Agora, seleciona (entre as frases anteriores) aquela em que as orações estão ligadas por uma conjunção coordenativa explicativa.
a.     A.
b.     B.
c.     C.
d.    D.

20.                    Para terminar, assinala a frase que está mal construída.
a.     Os humanos foram muito afetados pela zanga.
b.     Se a Terra for mais compreensiva, nada disto teria ocorrido.
c.     Mesmo depois de reconciliados, a Terra não fez com que as montanhas recuassem.
d.    Para se vingar, o Céu continua a provocar tempestades.

A professora: Lucinda Cunha



Correção dos exercícios (cada alínea vale 5 pontos):
1. a
2. b
3.c
4.c
5.d
6. c
7. b
8. a
9. c
10. a
11. c
12. d
13. b
14. d
15. a
16. c
17. a
18. b
19. d
20. b

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada, mais uma vez! As suas fichas, de grande qualidade e variadas, facilitam bastante o meu trabalho :) Sou grande apreciadora do seu blogue ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Clotilde. É sempre muito simpática. Bjinhos.

      Eliminar