Email


Sei que há muita gente que consulta este blogue e utiliza os materiais aqui publicados, mas poucos deixam comentários e eu gostava mesmo de saber a vossa opinião... :-)

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Certamente já conhecerás esta carta disparatada que a seguir se transcreve. Um bom exercício será corrigir os erros nela presentes. Não esqueças de corrigir o nível familiar (ou calão) para o nível corrente. 
Assim divertes-te e trabalhas ao mesmo tempo!

Uma outra opção será trabalhá-la quando se der a carta e a sua estrutura. Aqui está:
Carta de uma mãe Alentejana para um filho que está na Bósnia
Mê querido filho:
Escrevo-te algumas linhas apenas pra saberes que tou viva. Estou-te a escrever devagar, pois sei que nã sabes lêr depressa.Nã vás reconhecer a nossa casa quando voltares, pois nós mudamo-nos. Temos uma máquina de lavar rôpa, mas nã trabalha muito bem, a semana passada pus lá catorze camisas, puxei a corrente e nunca mais as vi.Acerca do tê pai, ele arranjou um bom emprego, tem 1500 homens debaixo dele, pois agora está cortando a relva do cemitério.A magana da tua irmã Maria teve bebé esta semana, mas sabes, eu nã consegui saber sé menino ou menina, portanto nã sei sês tio ó tia.A tê ti Patricio afogou-se a semana passada num depósito de vinho, lá na adega cuprativa, alguns compadris tentaram salvá-lo mas sabes, ele lutou bravamente contra eles. O corpo foi cremado mas levou três dias pra apagar o incêndio.Na quinta-feira fui ao médico e o tê pai foi comigo. O médico pôs-me um pequeno tubo na boca e disse-me pra nã falari durante dez minutos. Atão nã sabes que o tê pai ofereceu-se logo pra comprar o tubo ao médico.Esta semana só chuveu duas vezes. Na primeira vez chuveu durante três dias e na segunda durante quatro dias. Na segunda fêra teve tanto vento que uma das galinhas pôs o mesmo ovo quatro vezes.Recebemos uma carta do cangalhero que informava que se o último pagamento do enterro da tua avó nã fôr fêto no prazo de sete dias, devolvem-na.Olha mê filho cuida-te.Nã te esqueças de beber muito lête todas as nôtes, antes de interrares os cornos na fronha.Um BêjoJaquina do Chaparro
PS: Era pra te mandar 5 contos, mas já tinha fechado o envelope, nã tos mandei. Fica pra próxima.
Exercício corrigido:
Meu querido filho
Escrevo-te algumas linhas apenas para saberes que estou viva.
Estou a escrever-te devagar, pois sei que não sabes ler depressa.
Não vais reconhecer a nossa casa quando voltares, pois nós mudámo-nos. Temos uma máquina de lavar roupa, mas não trabalha muito bem,  já que na semana passada pus lá catorze camisas, puxei a corrente e nunca mais as vi.
Acerca do teu pai, ele arranjou um bom emprego. Tem 1500 homens debaixo dele, pois agora está cortando a relva do cemitério.
A tua irmã Maria teve bebé esta semana, mas sabes? Eu não consegui saber se é menino ou menina, portanto não sei se és tio ou tia. 
O teu tio Patrício afogou-se na semana passada num depósito de vinho, lá na adega cooperativa. Alguns compadres tentaram salvá-lo, mas sabes? Ele lutou bravamente contra eles! O corpo foi cremado, mas levou três dias a apagar-se.
Na quinta-feira fui ao médico e o teu pai foi comigo. O médico pôs-me um pequeno tubo na boca e disse-me para não falar durante dez minutos. Então não sabes que o teu pai se ofereceu logo para comprar o tubo ao médico?
Esta semana só choveu duas vezes. Na primeira vez choveu durante três dias e na segunda durante quatro dias.
Na segunda-feira esteve tanto vento que uma das galinhas pôs o mesmo ovo quatro vezes!
Recebemos uma carta do cangalheiro que informava que se o último pagamento do enterro da tua avó não for feito no prazo de sete dias a  devolvem.
Olha, meu filho, cuida-te. Não te esqueças de beber muito leite todas as noites antes de dormir.
Um Beijo.
Joaquina do Chaparro
PS: Era para te mandar 5 contos/ €, mas já tinha fechado o envelope, por isso não tos mandei. Fica para a próxima.

Sem comentários:

Enviar um comentário