Email


Sei que há muita gente que consulta este blogue e utiliza os materiais aqui publicados, mas poucos deixam comentários e eu gostava mesmo de saber a vossa opinião... :-)

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Variantes do Português

Como tu sabes, Jorge Amado era brasileiro e, por isso, n’O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá abundam as situações em que nos apercebemos que o português do Brasil é diferente do europeu. Atenta no excerto que se segue e procura detetar e explicar as diferenças entre as duas variantes do português de Portugal e o do Brasil (antes de veres a proposta de correção que vem depois do texto):
“Quando a Primavera chegou, vestida de luz, de cores e de alegria, olorosa de perfumes sutis, desabrochando as flores e vestindo as árvores de roupagens verdes, o Gato Malhado estirou os braços e abriu os olhos pardos, olhos feios e maus. Feios e maus, na opinião geral. Aliás, diziam que não apenas os olhos do Gato Malhado refletiam maldade, e sim, todo o corpanzil forte e ágil, de riscas amarelas e negras. Tratava-se de um gato de meia-idade, já distante da primeira juventude, quando amara correr por entre as árvores, vagabundear nos telhados, miando à Lua Cheia canções de amor, certamente picarescas e debochadas. Ninguém podia imaginá-lo entoando canções românticas, sentimentais.
Naquelas redondezas não existia criatura mais egoísta e solitária. Não mantinha relações de amizade com os vizinhos e quase nunca respondia aos raros cumprimentos que, por medo e não por gentileza, alguns passantes lhe dirigiam. Resmungava de mau humor e voltava a fechar os olhos como se lhe desagradasse todo o espetáculo em redor.



                                                                                                                               Sabiá

Era, no entanto, um belo espetáculo, a vida em torno, agitada ou mansa. Botões nasciam perfumados e desabrochavam em flores radiosas, pássaros voavam entre trinados alegres, pombos arrulhavam amor, ninhadas de pintos recém-nascidos seguiam o cacarejar de orgulhosa galinha, o grande Pato Negro fazia a corte à linda Pata Branca, banhando-a na água clara do lago. Folgazões, os cachorros divertiam-se saltando sobre a grama.
Do Gato Malhado ninguém se aproximava. As flores fechavam-se se ele vinha em sua direção: dizem que certa vez derrubara, com uma patada, um tímido lírio branco pelo qual se haviam enamorado todas as rosas. Não apresentavam provas mas quem punha em dúvida a ruindade do gatarraz? Os pássaros ganhavam altura ao voar nas imediações do enconso onde ele dormia. Murmuravam inclusive ter sido o Gato Malhado o malvado que roubara o pequeno Sabiá, do seu ninho de ramos. Mamãe Sabiá, ao não encontrar o filho para o qual trazia alimento, suicidou-se enfiando o peito no espinho de um mandacaru.”


                                                                                                                      (Mandacaru)



****************************************************

DIFERENÇAS ENTRE AS DUAS VARIANTES

Diferenças ortográficas:“sutis”;

Diferenças morfológicas e sintáticas:Emprego do gerúndio:“desabrochando”, “miando”, “banhando”, “saltando”, “enfiando”;

Formas de tratamento:“mamãe Sabiá”;

Colocação e utilização de formas pronominais(não existem exemplos destes no texto)

Utilização das preposições:
“de orgulhosa galinha”, “em sua direção”;

Não utilização de artigos definidos:
“Botões nasciam perfumados”

Emprego do verbo “haver” enquanto auxiliar em vez do “ter”:
“se haviam enamorado”

Diferenças lexicais e semânticas:

Utilização de palavras ou expressões ausentes do português europeu ou com pouco uso:
“debochadas”, “cachorros”,”sabiá”, “mandacaru”

Uso de palavras com significado diferente:

“grama”

Sem comentários:

Enviar um comentário